in

Como estabelecer metas financeiras baseando-se no método SMART?

Business man holding light bulb

O método SMART é uma metodologia prática para estabelecimento de metas, sejam para negócios, processos ou até desenvolvimento pessoal.

Mais uma vez, utilizando-se de outra ciência, o artigo vem provar que o universo das finanças não é finito, e por não ter paredes, “conversa” com outros campos.

SMART é um acrônimo formado pelas iniciais das palavras que sugerem as características que todo objetivo “SMART” deve ter:

S (de specific) – Específico

M (de mensurable) – Mensurável

A (de attainable) – Atingível

R (de relevant) – Relevante

T (de time based) – Temporal

Mas será que em finanças, as metas ou objetivos pessoais podem ser criados por meio desta metodologia?

Não só podem, como na verdade seria o ideal.

Pela metodologia de definição de metas SMART, são criados objetivos com altas chances de serem alcançados porque já “nascem” com delimitação clara e elementos inerentes.

Ao se pensar em um objetivo financeiro utilizando a metodologia no planejamento, é necessário observar se estão presentes as seguintes características:

1. Objetivo específico: significa que o conjunto de metas (que levam ao objeto final) são claras, sem ambiguidades e que respondam às perguntas como; “o que se quer alcançar?”, “quem está envolvido?”, “quando se pretende realizar?”. Um exemplo clássico é o objetivo de comprar a casa própria.

O que se quer: comprar a casa própria

Que recursos estão envolvidos: salários, vendas dos imóveis x e y, FGTS

Quando se pretende comprar: dezembro de 2030

Por que se quer isso: porque entende-se ser o ambiente mais adequado para a criação dos filhos.

2. Mensurável: é a capacidade de estabelecer métricas que comprovem a evolução ou regressão do caminho à meta. Um exemplo é a formação de reserva para intercâmbio do filho. Para se chegar a um determinado valor, é necessário que a cada ano o montante cresça 7%. Tem-se uma referência métrica que será o parâmetro de sucesso ou insucesso da meta.

 3. Atingível: Não adianta estabelecer uma meta claramente impossível de ser alcançada. Além de causar desânimo ao próprio indivíduo, haverá perda de tempo e de energia. Exemplo: “ganhar na loteria até o final de 2025 e me tornar o milionário mais jovem do país”.

4. Relevante: o objeto perseguido deve ter como reflexo a transformação positiva na vida do indivíduo. Trata-se do objetivo com significado. São objetivos que irão fazer diferença na vida financeira. Por exemplo: “quero montar a reserva de emergência, no valor de R$ 60.000,00 até julho de 2023, PORQUE será uma forma de me deixar mais tranquilo frente aos imprevistos”.

5. Temporal: requer que se estabeleça um prazo fatal, deadline. Um objetivo baseado na metodologia SMART não deve percorrer períodos de tempos ilimitados. Com o prazo claro (até o final de 2021, por exemplo) se pode planejar um objetivo, avançar em direção a ele e então, atingi-lo.

Pelo exposto, a metodologia desenvolvida pelo executivo da Washington Water Power, Doran, exposta em um artigo que mencionava haver uma forma inteligente de escrever metas e objetivos na administração, é perfeitamente exequível para as finanças pessoais. A partir dos elementos SMART pode-se planejar objetivos que transformem e melhorem a vida das pessoas, seja por meio da organização das contas pessoais, como por meio de objetivos ousados de investimentos. Vamos começar a planejar?

Written by

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Passo a passo para sair das dividas