in

Uma reflexão sobre Educação Financeira

reflexão sobre Educação Financeira
reflexão sobre Educação Financeira

Num país tão desigual, como o nosso Brasil, falar de Educação Financeira pode soar como uma dissociação da realidade que o brasileiro vive, ainda mais num momento de pandemia como ainda estamos vivendo. Porém, seja você um diretor de uma grande multinacional, um porteiro ou até mesmo um desempregado buscando meios de se recolocar no mercado, Educação Financeira é questão básica, (coisa que eu acredito que deveriam vir desde nosso ensino fundamental).

Porém, quando você escuta ou lê que Educação Financeira é pra gente rica, isso acaba passando a impressão de quem não tem dinheiro, não deveria se preocupar com suas finanças pessoais. Aí que estas pessoas se enganam. Se tivéssemos aprendido sobre isso desde a época da escola, seríamos adultos mais cautelosos e menos suscetíveis a golpes, por exemplo.

Por outro lado, ao contrário do que muitos pregam, não quero lhe trazer uma receita de bolo aqui, afinal, cada um tem a sua realidade, (Educação Financeira tem seus benefícios coletivos, mas com objetivos e necessidades individualizados). O que eu quero dizer com isso? Educação Financeira não é só sobre dizer: “Gaste menos do que ganhe e guarde/invista a diferença que alcançará sua liberdade financeira”. Economizar e investir são partes do processo, mas não é o principal. Quando você se interessa pelo assunto, aprende a lidar melhor com o seu dinheiro, seja ela pouco ou muito. Com isso, automaticamente, fica mais ligado para identificar situações ou oportunidades que podem afetar ou beneficiar seu bolso. Exemplos: aquela oferta “irresistível” que nem é tão assim, ajuda você a negociar com um vendedor de um produto que esteja precisando ou então perceber que determinado investimento oferecido pelo seu gerente nem é tão atraente assim.

Eu gosto de exemplificar vida real, então aí vai uma breve história que aconteceu comigo, de um gerente de um grande banco que me ligou para me fazer uma proposta.

– Olá Senhor Rosseto, tudo bem? Vi que você acabou de receber uma boa quantia em sua conta, que tal aplicar na Poupança pra deixar ele rendendo?

– Mas a Poupança tem um rendimento muito baixo, não consegue ganhar da Inflação.

– Sim, mas tem facilidade e segurança para o senhor sacar a qualquer momento!

– Ok, mas se eu investir em títulos públicos, através do programa Tesouro Direto, tenho um rendimento muito superior que a Poupança, me protege da Inflação, (IPCA), e com segurança até superior.

– Ok, obrigado pela atenção!

Percebe? Se eu não tivesse o conhecimento e o senso crítico, certamente aceitaria esta “proposta”. Quantos brasileiros não passam por isso diariamente e não tomam decisões inteligentes com seu suado dinheiro?

Portanto, Educação Financeira não é sobre “Preciso economizar para investir no meu futuro”, mas também para ter mais conhecimento, pois lidamos com dinheiro o tempo todo e te garanto, é possível sim, um investidor pessoa física, ter sucesso com seu dinheiro pra mudar não só sua vida financeira, mas de todos em sua volta.

Leia também: 5 DICAS PARA ESCOLHER MELHOR UMA AÇÃO

Written by Paulo Rosseto

Ensinando o investidor individual a gerar renda constantemente.
Criador do perfil @chamaoinvestidor
Investindo de maneira inteligente desde 2017.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Comments

sinais de descontrole financeiro 

5 sinais de que você sofre descontrole financeiro  

Pensando em mudar seu negócio em 2022

Pensando em mudar seu negócio em 2022? Confira lições de empreendedores que se reinventaram